Contexto

Barack Obama

Mais que umas eleições norte-americanas que, sim, extravassam o país do Tio Sam, mais que as políticas sobre a economia, mais que a retirada ou não das tropas do Iraque, mais que outra coisa qualquer, esta corrida eleitoral teve o condão de fazer as pessoas acreditarem. Num século XXI onde quase ninguém tem crédito (e não falo do financeiro), onde não há ninguém que se distinga dos outros, Barack Obama teve o efeito de tornar as pessoas crentes. Confiantes num futuro. Só espero que, à semelhança de outros nestes últimos anos, não nos desiluda. O peso do mundo só Atlas o devia suportar. Acreditemos que a nossa realidade vai mudar. E a mudança começa hoje.